-->

Os torcedores que compareceram ao Martins Pereira no último domingo, 06, às 10 h, sabiam que apenas um resultado interessaria para o São José: a vitória. Tendo somado 5 pontos nos primeiros três jogos, era hora da Águia somar 3 pontos de uma vez só para quase encaminhar a classificação para as quartas-de-final da Segundona do Campeonato Paulista. E para a felicidade da torcida joseense, a partida contra o Brasílis foi mesmo o dia de conseguir mais uma vitória na competição.

No primeiro tempo, logo aos 11 minutos, os visitantes abriram o placar com Everton, o que começou a preocupar o público ali presente. No entanto, o São José seguiu pressionando até que conseguiu o empate com Thiago Seiji, após ser encontrado na área em um cruzamento rasteiro de Victor Feijão.

IMG-20170807-WA0144

Paulinho disputando bola com jogador do Brasílis

Ainda na etapa inicial, aos 44, Cazu acabou derrubando Everton e o juiz interpretou o lance em pênalti. A ida para o intervalo só não se tornou pesada graças ao goleiro Robert, que fez uma bela defesa no canto esquerdo, espalmando para escanteio.

Na volta do intervalo, uma novela aconteceu dentro do estádio. O jogador Ramon, do Brasílis, substituído ainda no primeiro tempo, estava reclamando de dores no tornozelo e exigiu que a ambulância o levasse para o hospital. Apesar do médico da partida entender que não havia necessidade, o juiz acabou cedendo a “cera” adversária e permitiu que a ambulância levasse o atleta. Com isso, o jogo acabou atrasando em 25 minutos, uma vez que o jogo não poderia ser reiniciado até que a ambulância estivesse novamente presente no estádio.

A tática adversária de enrolação deu certo e com apenas 45 segundos de bola rolando na segunda etapa, o segundo gol da Arara veio, em um momento de desatenção da Águia. Todavia, a bola pune, e a virada veio já no fim do jogo. Primeiro, com Cazu aparecendo de cabeça aos 28 minutos e, depois, aos 42, com Ruero invadindo a área e tocando para o fundo das redes.

Um dos destaques vai para o meia Victor Feijão, que deu assistência nos últimos 5 gols marcados pelos joseenses, sendo dois na semana passada e outros três no último domingo. Com a vitória em mãos, o São José chegou a 8 pontos, aparecendo na liderança do Grupo 6 dos quadrangulares. Agora, matematicamente falando, basta apenas uma vitória em um dos dois jogos restantes para que o time chegue nas quartas-de-final com as próprias pernas.

O próximo confronto da Águia acontece na próxima sexta-feira, 11, às 19 h, quando viaja até Osasco para enfrentar o Osasco Futebol Clube, vice-líder da chave, com 7 pontos.

FICHA TÉCNICA:
Local: Estádio Martins Pereira, em São José dos Campos (SP)
Data: 06 de agosto de 2017, domingo
Horário: 10 h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Faustino Cordeiro
Assistentes: Luiz Fernando de Moraes e Vladimir Nunes da Silva
Escalações:

SÃO JOSÉ: Robert; Josué, Sydney, Cazu e Paulinho; Bruno (Gustavo 25’/2º tempo), Anderson, Matheus Carioca (Matheus Rebé 13’/2° tempo) e Victor Feijão; Ruero e Thiago Seiji (Ian 42’/2° tempo).

Técnico: José Francisco de Oliveira.

BRASÍLIS: Lailson; Wanderson, João Pedro, Gabriel (Biel 36’/2° tempo) e Paulo; Guilherme, Kaio, Ranieri e Everton Henrique; Ramon (Wagner 37’/1° tempo) e Aaron (Rômulo 27’/2° tempo).
Técnico: Juarez Leite

 

Compartilhar

Comentários