-->

21-05-17 Com marcação de pênalti duvidosa, São José perde para o Manthiqueira de virada

Pela primeira vez na história do futebol profissional, São José e Manthiqueira se enfrentaram no último sábado, às 15 h, no Estádio Dario Rodrigues Leite, em Guaratinguetá. Se para alguns o jogo era importante apenas pelo fato de envolver a liderança do Grupo 4 da Segunda Divisão do Campeonato Paulista, para outros, a importância da partida seria incrementada pelo fato das cidades de Guará e São José dos Campos possuírem um histórico forte de rivalidade no futebol.

Os joseenses se mostraram superiores desde o início da partida, e logo com 3 minutos de jogo, a primeira oportunidade clara de gol foi criada, com um chute forte de Victor Feijão de fora da área, mas que acabou passando por cima do gol de Adalberto. Pouco tempo depois, aos 6, em jogada pela direita, Ruero recebeu a bola e, de perna esquerda, mandou com categoria para o fundo das redes, abrindo o placar para a Águia.

Apesar da vantagem, o São José seguia melhor e pressionando muito mais, e não foi à toa que duas bolas atingiram a trave. A primeira, ainda no primeiro tempo, com Victor Feijão, e, a segunda, já na etapa complementar, aos 10 minutos, com o camisa 9, Ruero.

Os torcedores que estavam presentes e assistiram ao jogo, imaginavam uma goleada do São José, principalmente por aquilo que estava sendo apresentado e criado pelos jogadores, no entanto, faltou competência para concretizar as jogadas em gol.

O que parecia uma arbitragem tranquila, se tornou polêmica no finalzinho, aos 41 minutos do segundo tempo, quando o juiz, de forma errônea, marcou pênalti para o time da casa. Na visão do árbitro, o volante Anderson teria cometido a falta. Na cobrança, o goleiro Robert até caiu para o lado certo (direito do gol), mas isso não foi suficiente para defender a bomba mandada pelo zagueiro Léo Turbo, para empatar a partida.

Depois do golpe sofrido, o São José apagou e se perdeu em campo. Talvez tenha sido esse o motivo do goleiro Robert, numa infelicidade aos 44 minutos, ter saído mal com a bola e mandado ela para o “fogo”, para Pedrinho aparecer e encobrir o guardião da Águia, decretando a virada da Laranja Mecânica.

Com o fim da rodada e, consequentemente, do primeiro turno da primeira fase da Segundona, o São José ficou em terceiro do Grupo 4, com 10 pontos, ainda na zona de classificação para a próxima etapa da competição. Até agora, foram três vitórias, um empate e duas derrotas. O próximo confronto está marcado para o sábado, 27, quando a Águia recebe o União Mogi no Estádio Martins Pereira, em São José dos Campos.

FICHA TÉCNICA:

Local: Estádio Dario Rodrigues Leite, em Guaratinguetá (SP)

Data: 20 de maio de 2017, sábado

Horário: 15 h (de Brasília)

Árbitro: Humberto Jose Junior

Assistentes: Luiz Fernando de Moraes e Ricardo Luis Buzzi

Gols:

MANTHIQUEIRA: Léo Turbo e Pedrinho, aos 41 e 44 minutos do segundo tempo, respectivamente

SÃO JOSÉ: Ruero, aos 6 minutos do primeiro tempo

MANTHIQUEIRA: Adalberto; Guilherme Cururu, Felipe Gomes (Fábio – intervalo), Léo Turbo e Luciano Pit; Lucas Xandão, Dener, Kleber e Gustavo Henrique (Felipe Garcia 32’/2º T); Pedrinho e Lucas Batata (Giovani 20’/2º T)

Técnico: Damaceno Fidélis

SÃO JOSÉ: Robert, Léo Félix (Anderson Júnior 29’/1º T), Josué, Cazu e Paulinho; Bruno, Anderson, Matheus Carioca e Victor Feijão (Sydney 32’/2º T), Ruero e Matheus Rebé (Gustavo 10’/2º T)

Técnico: José Francisco de Oliveira

Compartilhar

Comentários